Ministro do STF diz que José de Abreu tem “momentos de inconsciência”

Fernanda Calgaro
Do UOL, em Brasília

17/04/201315h25 > Atualizada 17/04/201317h34

Comunicar erroImprimir
 
  • Roberto Jayme/UOL

    Ministro Gilmar Mendes durante julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal, em Brasília

    Ministro Gilmar Mendes durante julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal, em Brasília

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes justificou nesta quarta-feira (17) ter apresentado umaqueixa-crime contra o ator José de Abreu dizendo que ele tem “momentos de inconsciência”.

Em dezembro, Abreu reproduziu na sua conta no Twitter a informação, publicada em 2011 por um jornal de grande circulação, mas que já foi desmentida, que Mendes teria contratado um araponga para fazer grampos.

“Não conheço, nunca houve contrato [com Dadá, como é conhecido o espião Idalberto Matias de Araújo]. Era uma mentira, uma invencionice. Mas, então, ele deu a sequência e, na fantasia, inventou agora que eu tinha contrato contra o Dadá. E aí eu fui e entrei com a queixa-crime”, afirmou Mendes.

“Tenho a impressão que há muito tempo ele é utilizado como uma caixa de ressonância no Twitter, faz brincadeira se valendo do valor que se dá para personalidade pública”, acrescentou.

ATOR POLITIZADO

  • Foto Rio News

    Ator José de Abreu se filia ao PT e pensa em lançar candidatura como deputado

Anteriormente, Abreu já havia chamado Mendes de corrupto no Twitter, mas depois se retratou. “Ele fez uma afirmação nessa linha de exagero, entrei com uma interpelação e ele achou por bem dizer que não era nada disso, que ele nem sabia o que significava o termo corrupto, o que chega a ser engraçado e mostra o grau de irresponsabilidade ou até do grau de inconsciência que às vezes ele é acometido”, disse o ministro.

“Agora, recentemente, ele voltou à tona depois de ter se humilhado naquela outra ação para dizer que eu tinha contratado o Dadá, que ele foi condenado e por quê que eu não tivera sido. Na verdade, nunca houve isso.”

José de Abreu, ator da Rede Globo, tem se posicionado a favor do PT em vários posts em seu Twitter e já considera se lançar candidato a deputado federal pelo partido em 2014.

Ao UOL, o ator disse que é um “privilégio” ser processo por Mendes e que não irá se retratar. A intenção dele é levar o caso adiante para discutir a liberdade de expressão. “É um privilégio ser processado por uma pessoa como ele. Não vou me retratar. Sou atacado direto, tem 300 páginas na internet com ataques a mim e nunca entrei com processo contra ninguém”, afirmou.

“Ele me deu a defesa ao falar que sou inconsciente. Sou inimputável, portanto?”, ironizou o ator. 

 Na sua conta no Twitter, o ator tem recebido diversas mensagens de apoio de internautas. 

Em entrevista ao UOL por telefone, o ator disse que é “um privilégio” ser processado por Mendes. “É um privilégio ser processado por uma pessoa como ele. Não vou me retratar. Sou atacado direto, tem 300 páginas na internet com ataques a mim e nunca entrei com processo contra ninguém”, afirmou.

UOL Vê TV: José de Abreu fala sobre teatro, televisão, cinema e política – 7 vídeos

 
  • %22Ainda%20n%E3o%20decidi%20se%20serei%20candidato%20a%20deputado%20em%202014%22“Ainda não decidi se serei candidato a deputado em 2014”
  • Jos%E9%20de%20Abreu%20fala%20como%20surgiu%20a%20risada%20do%20personagem%20NiloJosé de Abreu fala como surgiu a risada do personagem Nilo
  • Jos%E9%20de%20Abreu%20fala%20sobre%20a%20pe%E7a%20%22Bonif%E1cio%20Bilh%F5es%22José de Abreu fala sobre a peça “Bonifácio Bilhões”
  • Jos%E9%20de%20Abreu%20confirma%20participa%E7%E3o%20na%20pr%F3xima%20novela%20das%206José de Abreu confirma participação na próxima novela das 6
  • Jos%E9%20de%20Abreu%3A%20%22o%20cinema%20brasileiro%20n%E3o%20produz%20s%F3%20com%E9dias%22José de Abreu: “o cinema brasileiro não produz só comédias”
  • Jos%E9%20de%20Abreu%20fala%20sobre%20o%20filme%20%22Meu%20P%E9%20de%20Laranja%20Lima%22José de Abreu fala sobre o filme “Meu Pé de Laranja Lima”
  • Jos%E9%20de%20Abreu%20fala%20de%20televis%E3o%2C%20cinema%2C%20teatro%20e%20pol%EDticaJosé de Abreu fala de televisão, cinema, teatro e política

PróximoAnterior