Uma história de amor e solidariedade

por Betho Flávio
 

 Georges Bourdoukan



Amigo, peço um instante de seu tempo para te contar uma breve história de um garoto palestino de 11 anos. 
O nome dele é Ahmad AL-Khatitb, atingido com um  tiro na cabeça por um soldado de Israel quando brincava com outras crianças na cidade palestina de Jenin. 
Não, não é uma história de ódio. 
É uma história de amor e solidariedade. 
Ahmad chegou ao hospital com morte cerebral. Os médicos perguntaram a seu pai Ismael se ele permitiria a doação dos órgãos. 
O pai não titubeou. Se é para salvar vidas, que seja. 
O que seu pai não sabia é que os receptores seriam seis israelenses. 
Mesmo sabendo que foi um soldado de Israel o autor do disparo contra a cabeça do filho, Ismael reafirmou a doação. 
A atitude solidária do pai  atraiu a atenção da mídia israelense e internacional. 
E também a atenção do cineasta alemão Marcus Vetter que, juntamente com o diretor israelense Leon Geller realizaram um filme documentário sobre o fato. 
 O filme ganhou inúmeros prêmios internacionais, mas a população de Jenin nunca o assistiu, já que o cinema local foi destruído pelas tropas de Israel. 
Aqui, você assiste a um pequeno trecho do filme. E veja se consegue entender a ingratidão de um judeu israelense que não ficou satisfeito com o transplante que seu filho recebeu porque o doador era palestino 
 

Anúncios