Se fosse no Brasil a nossa imprensa já estaria dizendo que a Copa 2014 e as Olimpíadas 2016 deveriam ter outra sede, mas como foi nos EUA ela se cala. Acidentes e ataques terroristas podem ocorrer em qualquer momento e em qualquer lugar apesar de toda a preparação para a segurança.

por Helio Borba
 

Explosões deixam mortos e feridos na chegada da Maratona de Boston

Incidente ocorreu próximo à linha de chegada da tradicional corrida de rua.
Há 2 mortos e 23 feridos pelo menos; Nova York aumentou policiamento.

Do G1, em São Paulo Comente agora Foto mostra fumaça momentos depois de uma das explosões na linha de chegada da Maratona de Boston. (Foto: David L. Ryan/The Boston Globe via Getty Images)Foto mostra fumaça momentos depois de uma das explosões na linha de chegada da Maratona de Boston. (Foto: David L. Ryan/The Boston Globe via Getty Images) Duas fortes explosões deixaram mortos e feridos na chegada da Maratona de Boston, nos EUA, nesta segunda-feira (15).
A polícia de Boston confirmou dois mortos e 23 feridos.
Ainda não se sabia o que teria causado as explosões, que geraram uma cena de caos na cidade. Fontes policiais de alto nível ouvidas pela Reuters afirmaram que se trata de “uma ou mais bombas”, e de que houve “muitas mortes”.
O incidente ocorreu no momento em que milhares de corredores terminavam a 117ª edicão da maratona, considerada a mais antiga do mundo, disputada desde 1897.
Milhares de pessoas estavam no local, em clima festivo, esperando pela chegada dos corredores.
Segunda a TV CBS, as duas explosões foram quase simultâneas.

  •  

arte - mapa explosão boston  (Foto: Arte/G1) Elas teriam ocorrido por volta das 14h45 locais (15h45 de Brasília), na Boylston Street, altura do número 673, segundo uma repórter da WBZ-TV.
Testemunhas falam ter visto feridos graves, com membros amputados, e muito sangue.
Muitas pessoas estão sendo retiradas do local.
A prova deste ano era disputada por pelo menos 131 corredores brasileiros.
Um porta-voz do evento disse a jornalistas que o hotel que serve como sede da maratona foi bloqueado após a explosão e que ninguém teria permissão de sair ou entrar do prédio.
O site oficial da Maratona afirmou que foram duas bombas, mas a polícia ainda não havia confirmado a informação.
O canadense Mike Mitchell, de Vancouver, um atleta que terminou a maratona disse que estava olhando para trás na linha de chegada e viu uma “explosão enorme”.
A fumaça subiu 15 metros, disse Mitchell. As pessoas começaram a correr e gritar após ouvirem o barulho, acrescentou.
“Todo mundo está assustado”, disse Mitchell.
Nova York em alerta
O Departamento de Polícia de Nova York aumentou a segurança nos principais marcos turísticas de Manhattan, incluindo áreas próximas de importantes hotéis, em resposta ao incidente em Boston, disse o vice-comissário da polícia local, Paul Browne.
Browne afirmou à Reuters que a polícia de Nova York estava enviando veículos de contra-terrorismo para toda a cidade.
Obama
A Casa Branca informou que o presidente Barack Obama foi informado sobre as explosões e que ele ordenou que o governo dê todo o auxílio necessário às investigações.

2 horas atrás

Imprensa brasileira não concorda e torce para que não dê certo

por Helio Borba
 

Governo prevê crescimento de 4,5% e salário mínimo de R$ 719,48 em 2014

Do UOL, em São Paulo O salário mínimo deverá passar para R$ 719,48 no próximo ano. O valor consta no Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, enviado nesta segunda-feira (15) pelo governo ao Congresso Nacional. Pela proposta, o mínimo terá reajuste de 6,12% no ano que vem.
O projeto também prevê um crescimento de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014 e inflação oficial também de 4,5% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em 2013, a economia brasileira deverá se expandir em 3,5% e a inflação prevista é de 5,2%, segundo o projeto.
As informações foram apresentadas pela secretária de orçamento do Ministério do Planejamento, Célia Correa, em entrevista coletiva em Brasília. O projeto será encaminhado, agora, ao Congresso Nacional.
Até hoje o governo não publicou o decreto de programação financeira do orçamento de 2013. Nos últimos anos, isso tem resultado em controle de gastos. O orçamento demorou a ser aprovada pelos parlamentares.

Juros em 7,25% e dólar a R$ 2,04

Apesar da perspectiva de que o Banco Central volte a reajustar os juros básicos da economia na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), o documento indica manutenção da taxa básica de juros (Selic) em 7,25% ao ano pelos próximos três anos, até o fim de 2016.
Além disso, o projeto de LDO para o ano que vem espera que a taxa de câmbio médio seja de R$ 2,04 por dólar. Para 2013, a estimativa é para o câmbio é de R$ 2.
A meta de economia para pagar juros da dívida (o chamado superavit primário) será de 3,1% do PIB em 2014, ou R$ 164,4 bilhões. O abatimento poderá ser de até R$ 67 bilhões do PAC e desonerações. De acordo com o documento divulgado há pouco pelo Planejamento, o governo federal não terá a obrigação legal de compensar resultados a menor de Estados e municípios.
A projeção de dívida líquida é de 30,9% do PIB no final de 2014 e de 33,4% em 2013.

Orçamento de 2013 ‘atrasou’ no Congresso

O Orçamento deste ano foi aprovado pelo Congresso Nacional com quase três meses de atraso, no dia 12 de março. A votação deveria ter ocorrido no ano passado, mas ficou pendente por causa da polêmica em torno da votação de vetos presidenciais a pontos da Lei dos Royalties do Petróleo.
Após demora na aprovação pelo Congresso, a sanção do Orçamento teve um atraso de cerca de uma semana devido a um erro na redação final envolvendo os valores das dotações para capacitação de pessoal. Segundo o relator da matéria, senador Romero Jucá (PMDB-RR), o atraso foi apenas uma questão burocrática, sem relação à votação ou às discussões sobre o Orçamento.
(Com Agência Brasil e Valor)

Anúncios