PT saúda vitória de Maduro

por O TERROR DO NORDESTE
 

 

:

Em nota divulgada nesta segunda-feira 15, o PT saudou o presidente eleito na Venezuela, Nicolás Maduro, afirmando que recebeu “com muita alegria” o resultado o relatório do Conselho Nacional Eleitoral do país. “Mais uma vez as urnas, o voto popular, a democracia é o instrumento utilizado pelo povo para decidir os rumos da República Bolivariana da Venezuela”, declara o partido, no comunicado, assinado pelo presidente nacional da legenda, Rui Falcão, e mais dois dirigentes. 
Leia a íntegra abaixo: 

Ao companheiro Nicolas Maduro 


Aos companheiros e companheiras do Grande Pólo Patriótico O Partido dos Trabalhadores acompanhou com atenção o processo eleitoral venezuelano, realizado neste domingo 14 de abril. Recebemos com muita alegria o relatório do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela, cuja correção foi confirmada pela missão observadora da Unasul, declarando que Nicolas Maduro venceu as eleições por 50,66% dos votos, contra 49,07% de seu opositor. Assim, nos somamos às muitas vozes que, em todo o mundo, manifestam publicamente o reconhecimento da vitória de Nicolas Maduro. Mais uma vez as urnas, o voto popular, a democracia é o instrumento utilizado pelo povo para decidir os rumos da República Bolivariana da Venezuela. Ao companheiro Nicolas Maduro, que proximamente tomará posse como presidente da República Bolivariana da Venezuela, dizemos: conte conosco, Companheiro Presidente, para dar prosseguimento ao processo iniciado com a eleição de Hugo Chavez em 1998 e agora continuado por tua vitória. Estamos seguros que saberás manter o rumo, defender as conquistas e fazer as correções necessárias para que a Venezuela continue sendo esta Nação Irmã que nos enche de orgulho. Saudações petistas Rui Falcão, presidente nacional do PT Iriny Lopes, secretária de relações internacionais do PT Valter Pomar, do diretório nacional do PT e secretário executivo do Foro de São Paulo

2 horas atrás

De anjo a demônio

por O TERROR DO NORDESTE
 
Eu acho até engraçado essa reação dos representantes das associações de magistrados  em relação a as críticas de Joaquim Barbosa.Dia desses, mas precisamente no julgamento do mensalão, esse pessoal defendia bravamente Joaquim Barbosa.Foi só seu Quinca chamar os Doutos Juízes às falas que ficaram todos emburradinhos.Bem feito! :  Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Nelson Calandra, que participou da polêmica reunião da última segunda-feira, em que o presidente do Supremo hostilizou magistrados (foto), mostra que o ressentimento vai demorar a passar: “O objetivo de vida dele não está dentro do Poder Judiciário. O Joaquim Barbosa acha que pode tudo, inclusive ser candidato à Presidência da República”, diz Calandra  A poeira levantada, na segunda-feira passada, pela polêmica reunião entre o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, e os representantes de associações de juízes parece ter baixado, mas comentário do presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) publicado nesta segunda-feira mostra que os participantes daquela reunião vão demorar para esquecer as grosserias que ouviram de Barbosa. Na ocasião, o presidente do STF disse que os juízes atuaram de forma sorrateira pela aprovação de quatro novos tribunais regionais, que seriam criados perto de resorts (relembre). 
Em comentário reproduzido pela coluna Radar On-line, da veja.com, nesta segunda, Nelson Calandra diz que “o objetivo de vida dele [Barbosa] não está dentro do Poder Judiciário”. “O Joaquim Barbosa acha que pode tudo, inclusive ser candidato à Presidência da República”, alfineta o presidente da AMB, que estava presente, junto com representantes da Anamatra e da Ajufe, na reunião em que Barbosa determinou que os convidados baixassem o tom de voz ou só se dirigissem a ele quando solicitados. Autor da nota, Lauro Jardim garante, com surpreendente segurança, que “Barbosa pode até achar que pode tudo, mas, justiça se faça, não será candidato a presidente – e Calandra sabe disso”. Se Calandra de fato tiver a capacidade de prever os movimentos futuro de Barbosa, o comentário publicado nesta segunda ganha ainda mais sentido como manifestação do ressentimento pelos destratos da semana passada.Brasil 247
2 horas atrás

Um colar de tomates a serviço da alta dos juros

por O TERROR DO NORDESTE
 

ALTAMIRO BORGES 

Da próxima vez que for usar o seu programa numa concessão pública de radiodifusão para fazer política, ao invés do colar de tomates Ana Maria Braga poderia pendurar umas melancias no pescoço!

A desavergonhada campanha da TV Globo pelo aumento da taxa de juros ganhou ontem uma nova adesão. A apresentadora Ana Maria Braga, a mesma que protagonizou em 2007 o movimento direitista “Cansei” pelo impeachment de Lula, apareceu no seu programa matinal “Mais você” vestindo um colar de tomates. Patética, ela ironizou que o produto é “uma joia”, seguindo a linha de ataque da poderosa emissora ao novo perigo vermelho que ameaça descontrolar a inflação e jogar o país no caos completo. 
A pressão da mídia rentista pela alta dos juros é implacável. Ela tem como alvo imediato a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, marcada para 16 e 17 de abril. Os bancos privados, com seus bilionários anúncios publicitários nos jornais, revistas, rádios e tevês, devem estar gratos pelo empenho. Neste bombardeio são acionados alguns jornalistas e “analistas de mercado” – nome fictício dos porta-vozes dos agiotas do capital financeiro. E agora também entrou em campo a eterna “cansada”. 
O irônico é que no mesmo dia em que Ana Maria Braga usou o seu ridículo colar de tomates, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) informou que o preço do produto sofreu uma queda no preço de 43%. Segundo Mauro Zafalon, do UOL, “pisoteado nas últimas semanas, o tomate deverá ser esquecido a partir de agora. A oferta melhora, e os preços começam a voltar ao normal… O tomate viveu nos últimos meses um período de incertezas agrícolas, muito comum a vários produtos do setor”. 
A notícia confirma o que muitos já desconfiavam. A mídia rentista aproveitou a alta sazonal do preço do tomate para fazer terrorismo pelo aumento dos juros. Até a colunista Miriam Leitão, uma arqui-inimiga do governo Dilma, reconheceu ontem no próprio O Globo que o recente aumento da inflação é um fenômeno momentâneo. Da próxima vez que for usar o seu programa numa concessão pública de radiodifusão para fazer política, ao invés do colar de tomates Ana Maria Braga poderia pendurar umas melancias no pescoço!

2 horas atrás

Os tucanos não se cansam de roubar

por O TERROR DO NORDESTE
 

Deputado da base do governador Alckmin (PSDB) prometeu verba a ex assessor de tucano

 

 

O deputado estadual Roque Barbiere (PTB), aquuele que acusou Alckmin de pagar mensalão à sua base aliada, prometeu ao lobista Osvaldo Ferreira Filho, o Osvaldinho, preso na Operação Fratelli na terça-feira, conseguir recursos públicos no valor de R$ 250 mil para a Prefeitura de Barretos, interior de São Paulo. Osvaldinho foi assessor do hoje secretário-chefe da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin (PSDB), Edson Aparecido (PSDB), durante oito anos e é apontado como o elo entre a empreitira Demop, acusada de fraudar licitações, e prefeituras paulistas.

Barbiere não é investigado e caiu no grampo da Polícia Federal porque o celular do lobista estava sendo monitorado. Em ligação de 1.° de fevereiro, às 14h56, Osvaldinho procura Barbiere e diz a ele: “To precisando de uma ajuda sua. Nós tamo fazendo um negócio aqui em Barretos e aqui tem uma epidemia de dengue do c… Se eu levar o prefeito aí, você não arruma uns 250 mil prá ele? Na saúde?” O deputado estadual do PTB responde: “Arrumo, ué, fazer o quê? Alguma vez cê me pediu alguma coisa e eu falei não pra você? Cê tá acostumado com esses tucanos que só prometem e não cumprem nada! ” Osvaldinho dá seqüência: “Isso é verdade, tô acostumado com os tucanos. Eles prometem e a hora que você vai ver, c… em cima da gente”.  

Guilherme Ávila (PSDB), prefeito de Barretos, confirmou, por sua assessoria, que no Encontro de Prefeitos conheceu várias pessoas que se dispuseram a ajudar o município, entre elas Oslvaldinho, “que se apresentou ao prefeito”. No evento, no Memorial da América Latina, dia 13 de março, Alckmin anunciou a liberação de R$ 2,46 bilhões em investimentos para administrações municipais…..

 

Barbiere é o delator do esquema de venda de emendas parlamentares. Em agosto de 2011 ele revelou que entre 25% e 30% de seus pares na Assembleia Legislativa de São Paulo “Vendem emendas e enriquecem”. Nunca citou nomes. O promotor Carlos Cardoso ficou responsável pela investigação por mais de um ano, mas aposentou-se e nada descobriu.

Osvaldinho foi preso pela Operação Fratelli, desencadeada na terça feira. Ele é investigado por suposto envolvimento em esquema de corrupção e fraudes em licitações municipais com recursos de emendas parlamentares e convênios com ministérios do governo Federal. Entre 2002 e 2010, Osvaldinho foi assessor de Edson Aparecido, na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados.

Também foi preso o empresário Olívio Scamatti, das relações pessoais de Aparecido. Controlador do Grupo Demop, empreiteira que teria sido a principal beneficiada em licitações dirigidas, Scamatti é apontado como líder do grupo que mantinha sob seu controle as administrações de pelo menos 78 municípios paulistas.

“É verdade isso aí”, disse Barbiere ao Estado ao confirmar o pedido de Osvaldinho. “O prefeito esteve comigo, um rapaz novo? barbudo. Foi no meu gabinete. Não fiz emenda. Perguntei quantos votos eu tive em Barretos e disse a ele: “O que eu posso fazer para você é marcar uma audiência na Secretaria de Saúde,você vai lá\ Não sei o que o Osvaldinho prometeu para ele, mas posso auxiliar qualquer prefeito com dificuldade de audiência com secretário. Não há ilícito nisso, é umtrabalho político. Se descobrir um prefeito, nesses meus 24 anos como deputado, que diga que fiz emenda ou indiquei empreiteira eu renuncio.”

O prefeito de Barretos disse que esteve no gabinete de Barbiere e que o deputado sustentou que não poderia “ajudar com verba” pois “não teve votos na cidade”. “A emenda não foi liberada e o deputado avisou que não seria.” O criminalista Fábio Tofic, que defende Osvaldinho, disse que não teve acesso à integra dos autos da Operação Fratelli e, portanto, não iria comentar o caso.

DIÁLOGO TELEFÔNICO

Dia 1º de fevereiro de 2013.

Osvaldo Ferreira Filho liga para deputado Roque Barbiere (PTB) para pedir uma emenda:

Osvaldo: Deputado. Que vida boa, hein? Já tá pescando…

Roque: Rapaz… pescando? Acabei de chegar de Coroados.

Osvaldo: O que você foi fazer por lá?

Roque: Fui ver os vagabundos…

Osvaldo: Cê foi de encontro com a morte?

Roque: Marquei encontro com ela, cê acredita?

Osvaldo: Ô Roque, tô precisando de uma ajuda sua. Nós tamo fazendo um negócio aqui em Barretos e aqui tem uma epídemia de dengue do c… Se eu levar o prefeito aí, cê não arruma uns 250 mil pra ele? Na saúde?

Roque: Prefeito de Barretos?

Arrumo, ué, fazer o quê? Alguma vez cê me pediu alguma coisa e eu falei não pra você? Alguma vez você me pediu algo e eu falei “nao vou fazer”?

Osvaldo: Posso marcar?

Roque: Cê tá acostumado com esses tucanos que só prometem e não cumprem nada!

Osvaldo: Isso é verdade, tô acostumado com os tucanos.

Eles prometem e a hora que você vai ver, c… em cima da gente.

Roque: É isso mesmo.

Osvaldo: Levo ele pra conversar com você?

Roque: Pode, filho, pode. Manda ele explicar que é uma epidemia de dengue pra não achar que eu vendi emenda, tá? Eu nunca tive um voto nessa b… aí.

Osvaldo. Não, mas aí pelo menos uns votinho tem que arrumar,

Roque. Não tem que arrumar nada. É pra você que eu tô fazendo. Deixa o cara dar o c… dele. 

Da redação, com  informações são do jornal O Estado de São Paulo

Anúncios