LULA TEM DE IR ÀS RUAS E EVITAR O GOLPE DE JOAQUIM E GURGEL

SINTONIA FINA por Rilton Nunes
 
 
Por DAVIS SENA FILHO 
A judicialização do processo político e a criminalização de políticos sem provas cabais, como ocorreu no mensalão, o do PT é lógico, são uma afronta à Constituição e ao estado democrático de direito… 
Afirmo e reafirmo novamente neste espaço: se o ex-presidente Lula e o PT não se prevenirem para passar para o ataque, a direita brasileira que perdeu três eleições presidenciais para os trabalhistas vai amarrar os pés e as mãos dos principais políticos do PT, como se fossem gado de rodeio ou vaquejadas.São nítidas e sonoras as intenções dos senhores Joaquim Barbosa e Roberto Gurgel, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e procurador-geral da República (PGR) no que é relativo às tentativas de investigar o Lula. A ação não tem o propósito de apenas investigar o ex-mandatário para comprovar ou não seu envolvimento com o mensalão, mas, sobretudo, tem a finalidade política de envolver seu nome nesse processo, e, consequentemente, desqualificá-lo e desconstruí-lo perante a Nação brasileira, que o elegeu duas vezes, bem como votou em sua candidata e atual presidenta do Brasil, Dilma Rousseff.  O STF e a PGR são há algum tempo os principais interlocutores da poderosa direita brasileira, bem como tratam o processo político deste País como se fosse segmento da sociedade de terceira categoria. Só que não é. É equívoco e petulância, desfaçatez e arrogância de homens togados se arrogarem o direito de estarem acima da escolha politica e eleitoral do povo brasileiro. A judicialização do processo político e a criminalização de políticos sem provas cabais, como ocorreu no mensalão, o do PT é lógico, são uma afronta à Constituição e ao estado democrático de direito. Eu até acredito que a sociedade brasileira, em um primeiro momento, não perceba o que está a acontecer com os primeiros políticos do campo da esquerda que assumiram, de fato, o governo central. Vou além. Quando o povo trabalhador brasileiro perceber o que querem fazer com o presidente mais popular da história do Brasil, além de ser o principal político do País e o mais conhecido internacionalmente, as ruas vão ser ocupadas pelas pessoas, que são os trabalhadores que transformaram e enriqueceram este País, bem como votaram duas vezes em Lula para ser presidente da República. O tempo é curto e por isto o PT e aliados, a exemplo do PCdoB, os milhares de sindicatos e suas federações e confederações do campo e da cidade, as alas progressistas da Igreja Católica, o MST, os estudantes secundários e universitários, as inúmeras associações e cooperativas de trabalhadores, as donas de casa, os aposentados, os pequenos e médios empresários urbanos e rurais e as comunidades pobres das periferias e dos morros que foram, de uma forma ou outra, beneficiados, respeitados e considerados pelos governantes trabalhistas.   O povo deve ir às ruas para estancar a prepotência, a arrogância, a perversidade e até mesmo a incoerência e a insensatez de homens públicos e sem votos pagos mensalmente pelo dinheiro do contribuinte que resolveram transformar o STF e a PGR em ferramentas e instrumentos de intimidação e perseguição política àqueles que há três eleições derrotam uma direita reacionária, violenta, egoísta, colonizada, provinciana, dona de um incomensurável e inenarrável complexo de vira-lata, além de ser, inquestionavelmente, herdeira da escravidão. As acusações a Lula são suposições, mas o senhor Gurgel e alguns membros do STF liderados pelo condestável juiz Joaquim Barbosa, que, usualmente, tem recaídas de Tomás de Torquemada, continuam os seus périplos políticos e nitidamente a se alinharem aos interesses políticos do PSDB e seus nanicos do DEM e do PPS, bem como a terem sempre ao seu lado os porta-vozes de uma imprensa de mercado frontalmente oposicionista aos trabalhistas que há dez anos administram o Brasil, com a aquiescência e o voto do povo brasileiro. Nunca é tarde para lembrá-los. Marcos Valério, o agente também do mensalão tucano que, ao que parece, nunca vai ser investigado de forma séria para ser julgado pelos juízes conservadores do STF, negociou com o PGR Roberto Gurgel, pois o que interessa a ele é diminuir sua pena de 40 anos. Gurgel quer o Lula, bem como os juízes direitistas de um tribunal que se transformou em um partido conservador. A direita partidária, empresarial, midiática e judiciária apostam na desconstrução da imagem de Lula, porque sabem muito bem que o político trabalhista é o maior cabo eleitoral do Brasil, enquanto o cabo eleitoral tucano conhecido pelo nome de Fernando Henrique Cardoso — o Neoliberal — não tem força e influência para eleger o síndico do prédio onde mora. Não há provas contra o ex-presidente Lula. A PGR de Gurgel sabe disso e é por isso que a instituição, de acordo com a imprensa, reuniu-se com quatro juízes do STF, à frente o senhor Joaquim Barbosa. Segundo a mídia conservadora e de caráter histórico golpista, a reunião foi para formular estratégias de como chegar ao Lula, depois acusá-lo, processá-lo, julgá-lo e quiçá prendê-lo. Lula tem de ser incluído no mensalão, que para mim é o mentirão, agora e já. Dessa forma, haverá tempo para que ele fique a ser desconstruído, imolado e açoitado moralmente até as eleições presidenciais que vão acontecer em outubro de 2014. O mentirão dos José(s) Dirceu e Genoíno foi o combustível usado pelo canhão da direita nas eleições de 2012. Só que eles, mesmo com o apoio da imprensa de negócios privados, perderam a eleição até em São Paulo. A direita, que nunca deu nada para o povo brasileiro, apenas retirou e o explorou durante 500 anos, quer calar o Lula. O torneiro mecânico e nordestino para ela é abusado e ousado e se atreveu a pisar os tapetes do Palácio do Planalto e sentar na cadeira da Presidência da República. O establishment e seus instrumentos de ação politica incrustados no estado brasileiro, a exemplo da PGR e do STF, não quer a distribuição de renda, de riqueza e a emancipação do povo brasileiro. Por trás dessa engrenagem perversa está o dinheiro, a luta pelo dinheiro, cada vez em quantidades maiores, com a finalidade de locupletar os ricos, os muitos ricos e os que são inquilinos do pico da pirâmide social em termos internacionais. Essa gente demasiadamente endinheirada e patrimonialista não quer perder nada e por isto combate até programas de renda mínima como o Bolsa Família. São os tubarões do planeta, que financiam golpes e contragolpes de estado, cujo objetivo principal é manter o status quo das classes privilegiadas e por isto abastadas e que dominam o poder por intermédio da violência, da intimidação, da denúncia vazia e da desconstrução moral daquele que pensa diferente e coloca em prática seu pensamento, propósitos e ideologia. Lula não vai ficar quieto dentro da sua casa a ouvir acusações e ilações maldosas, muitas vezes injustas e a levar o dedo na cara. Ele vai às ruas, porque não é salutar remediar ou tergiversar quanto aos fatos e às realidades que se apresentam. A direita é golpista. Ponto. A ética para a direita não passa de uma peça de retórica. E quem geralmente acredita, por má-fé ou não, neste teatro grego é, como sempre, a classe média de índole conservadora e alma ressentida e amarga. Não porque ela odeie tanto os pobres. Mas, sobretudo, porque a classe média sabe, lá no fundo do seu coração, que nunca vai ser rica, apesar de abraçar os valores da burguesia consumista de princípios superficiais. A sugestão é que Lula saia às ruas e reative as Caravanas da Cidadania”. A luta pela sobrevivência é o princípio fundamental da existência humana. Somos assim e lutamos pelo o que acreditamos. Eu não acredito no STF e na PGR. Entretanto, não preconizo o golpe por ser um homem que acredita na democracia, na legalidade institucional e na Constituição. Por seu turno, acreditar nesses princípios não me faz um covarde e muito menos um pusilânime no que diz respeito a aceitar que a direita promova golpes, manipule as notícias e as realidades e faça da verdade um instrumentos de seus interesses. Lula tem de ira às ruas! É isso aí. 

SINTONIA FINA – @riltonsp 
37 minutos atrás

os sítios obscuros

OBVIOUS por Júlio Assis Ribeiro
 

A Fotografia, que nasceu muito ligada às artes maiores tradicionais, mostrou-se estranhamente capaz de se afastar das coisas belas e ideais. Procurando ser verdadeira, acercou-se muitas vezes dos sítios obscuros da sociedade e alma humanas.

Ler o artigo completo
   

40 minutos atrás

TV Globo de cara nova!

BRASIL , BRASIL por Nogueira Junior
 
http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/

Altamiro Borges, Blog do Miro 
“Segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha, a TV Globo ganhará nova identidade visual a partir do dia 26 de abril, quando completará 48 anos de existência. “Hans Donner, que criou o logotipo da emissora há 39 anos e estava afastado da missão, retomou o projeto. E há um mês desenvolveu o novo símbolo, que, segundo ele, ‘será mais clean [limpo], ganhará vida e movimento’”. O próprio designer reconheceu que a marca ficou envelhecida, “castigada”, e que “está na hora de cuidar de meu filhote e adicionar vida”.

A nova cara da emissora, porém, não garante a retomada dos seus índices de audiência, que tem caído vertiginosamente nos últimos anos. Preocupada com sua contínua decadência, a TV Globo também tem promovido mudanças em várias áreas. Na semana passada, ela retirou da bancada do telejornal “Bom Dia SP” a apresentadora Carla Vilhena, o que causou constrangimento pela forma abrupta como a troca foi efetuada – segundo revelou o jornalista Marco Aurélio Mello, ex-editor da TV Globo, no blog DoLaDoDeLá.

A colunista Keila Jimenez, também da Folha, informa ainda que outras alterações estão em curso. Ela revela que “uma das novidades da programação da TV Globo em 2013, a contratação do ex-jogador Ronaldo como comentarista, fez a rede abrir concessões em suas normas internas. Se fosse um comentarista como outros do jornalismo esportivo do canal, Ronaldo não poderia protagonizar comerciais, pois a Globo não permite. O craque está atualmente no ar em seis campanhas publicitárias diferentes”.

Estas e outras mudanças visam aumentar as fortunas da famiglia Marinho. Os três herdeiros do império midiático passaram a figurar na última lista de bilionários do planeta da revista Forbes. Apesar da queda de audiência, a Rede Globo aumentou em 38% o seu lucro liquido no ano passado. Ele atingiu R$ 2,9 bilhões. Já o faturamento do grupo chegou a R$ 12,7 bilhões, um crescimento de 16% em relação ao ano anterior. A “nova cara” da emissora não visa melhorar a qualidade da programação, mas sim elevar seus altos lucros!” 

uma hora atrás

Ivete Sangalo: ‘Vivo em um ambiente que tem mais gente homossexual do que heterossexual’

MUNDO ALTERNATIVO por mark vynny
 

Cantora afirmou que desde o início da carreira procurou ser ‘eu mesma’

Ivete Sangalo 01Depois de soltar a voz e até levar hit Gangman Style, do cantor sul-coreano Psy, ao Axé Brasil, micareta em Belo Horizonte (MG), Ivete Sangalo conversou com fãs e imprensa em uma coletiva na noite de sábado (13), no estádio do Mineirão.

“É porreta ter um evento de axé fora da Bahia. Chego aqui e fico doida, vocês viram no palco. Este festival é em Minas e apoia o crescimento dos artistas da Bahia. Desde dos tempos de Banda Eva, eu vim muito para cá. Me sinto madrinha do festival”, disse.

Feliciano e Daniela Mercury
Durante a coletiva de imprensa, Ivete foi questionada sobre as polêmicas declarações de Marco Feliciano sobre os gays e o fato da cantora Daniela Mercury ter assumido um relacionamento homossexual. “Avalio o momento como um momento que a gente precisa ter. Para mim, a relação homossexual é tão orgânica que nem paro para pensar. Mas a discussão é muito bem vinda. Tratar diferente é uma tolice. Vivo em um ambiente que tem mais gente homossexual do que pessoas heterosexuais.”

“O jeito é ser feliz para ser feliz com os outros. Desde o início da minha carreira, quis ser eu mesma e não uma personagem. Se eu não fosse, estaria presa para manter isso. Incoerente. Então, seria uma condenação. Acho que é uma condenação as pessoas não poderem se assumir e fingirem ser héteros. Você tem que respeitar o próximo e as escolhas dele.”

fonte: Quem

uma hora atrás

Vídeo revela prisão de neonazista que publicou foto ‘enforcando mendigo’

PRAGMATISMO por Luis Soares
 

Vídeo mostra prisão de neonazista investigado por agredir gays e negros. Em seu perfil do Facebook, Donato divulga várias imagens em que faz apologia ao nazismo

A Guarda Municipal de Americana, cidade do interior de São Paulo, divulgou um vídeo que mostra o exato momento da prisão do neonazista que causou polêmica em Belo Horizonte ao divulgar uma foto no Facebook na qual aparece agredindo um morador de rua negro na Savassi. Antônio Donato Baudson Peret, de 25 anos, foi detido na tarde de domingo (14) ao chegar na rodoviária do município onde mora sua namorada.

Na filmagem, o neonazista aparece sendo abordado logo após sair de um ônibus. Investigadores da Polícia Civil de Minas Gerais foram até o interior de São Paulo para prender o jovem. Ele chegava de uma viagem à Capital paulista. Com Donato, foram encontradas duas facas, um facão e um soco inglês. A namorada dele também foi levada para a delegacia. Ela prestou depoimento e foi liberada.

Donato já está em Belo Horizonte e ficará detido durante pelo menos 30 dias. A prisão preventiva do jovem foi determinada pela Justiça durante o fim de semana. Ele será indiciado por apologia ao crime, com os agravantes de racismo e nazismo, e formação de quadrilha. Durante a última semana, a Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos começou a investigar atuação de grupo neonazista de BH nas redes sociais. Outras três pessoas foram presas na Capital mineira.

Leia também

O grupo prega intolerância e ataca moradores de rua, usuários de drogas, homossexuais, punks, skatistas e negros. Donato já responde a dois processos por agredir gays em Belo Horizonte.

donato mauro nazista

Donato se diverte ‘enforcando’ mendigo em imagem divulgada na sua página pessoal do Facebook. Jovem é acusado por agressões a negros e gays (Foto: Facebook)

O caso ganhou destaque na mídia mineira após Donato compartilhar um texto que surgiu de uma apuração do Centro de Mídia Independente (CMI) e da coluna do historiador Matheus Machado, que escreve para o portal Bhaz. Na ocasião, o neonazista criticava o estudante de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Gabriel Spínola. Nos comentários em seu perfil, ele dizia que conhecia o jovem e insinuava que o trote na instituição de ensino teria desencadeado investigações contra o grupo do qual faz parte.

No perfil de Antônio Donato, que foi deletado logo após a repercussão do caso, havia várias fotos de apologia ao nazismo, incluindo imagens de uma criança com acessórios que fazem referência ao regime.

Bhaz. Conteúdo indicado por Rodrigo de Assis Moreira (via Facebook)

O post Vídeo revela prisão de neonazista que publicou foto ‘enforcando mendigo’ apareceu primeiro em Pragmatismo Político.

uma hora atrás

Aumentam indícios de corrupção no governo tucano de Geraldo Alckmin

BRASIL , BRASIL por Nogueira Junior
 
Governador do Estado de São Paulo, Alckmin vive momento político difícil

Correio do Brasil 
  “O secretário da Casa Civil do governo tucano de Geraldo Alckmin, Edson Aparecido, está cada vez mais próximo do empreiteiro Olívio Scamatti, preso na terça-feira sob suspeita de chefiar o esquema de corrupção investigado na Operação Fratelli, da Polícia Federal e pelo Ministério Público, que apura fraudes em licitações em 78 prefeituras do interior paulista. A investigação causa um estrago na tentativa de o governador firmar sua administração como um território livre de dinheiro sujo.

O elo de ligação com as administrações municipais corruptas seria o assessor que trabalhou por oito anos com Aparecido, Osvaldo Ferreira Filho, chamado de Osvaldinho. Ele é uma das 13 pessoas da região de São José do Rio Preto, no noroeste do Estado, presas na sede paulistana da PF. Agentes federais apontam o ex-auxiliar do número dois de Alckmin como intermediário entre a empreiteira de Scamatti, a Demop, que seria a fonte de repasses ilegais de recursos destinados à corrupção nas prefeituras.

Osvaldinho, também segundo os relatórios da investigação, “manteria estreito contato com alta autoridade do governo do Estado, o que facilitaria a atuação do grupo apontado como criminoso para a liberação de recursos”. O próprio secretário Aparecido, homem de confiança do governador Alckmin, foi flagrado em escutas telefônicas realizadas com autorização judicial, nas quais troca informações confidenciais com o empresário. A primeira delas ocorreu em 2010, Aparecido exercia o mandato de deputado federal pelo PSDB. Em uma dessas conversas, o parlamentar tucano alerta ao dono da Demop sobre riscos em uma operação suspeita de fraude.” Matéria Completa, ::AQUI:: 

uma hora atrás

o cinema plástico de david lynch

OBVIOUS por sergio coletto
 

Com filmes que deixam o convencional de lado e ultrapassam as barreiras da criatividade, Lynch consegue causar medo com tomadas aparentemente banais e deixar dúvidas até onde não deveria apelando para recursos meramente visuais. O que esperar e como entender um diretor de cinema e artista plástico que parece trabalhar em prol da loucura.

Ler o artigo completo
   

uma hora atrás

Eu nunca vi um casal gay idoso

GRISALHOS por grisalhos
 
Outro dia por curiosidade, eu entrei num grupo de discussão do Fórum de Jogos do UOL. Esse fórum tem a participação de adolescentes, a maioria entre doze e quinze anos de idade e predominam garotos. Nos tópicos dos assuntos tem de tudo um pouco. A maioria posta dúvidas sobre os games e alguns colocam perguntas […]
2 horas atrás

Maduro eleito com 50,6%. Chávez é vitorioso

BRASIL , BRASIL por Nogueira Junior
 
 
Eleição de Nicolás Maduro projeta a continuidade de regimes de esquerda na América Latina; nos últimos anos, com a riqueza gerada pelo petróleo, o regime de Caracas reduziu a desigualdade social e apoiou vários países da região, como a Bolívia, o Equador, a Argentina e, sobretudo, Cuba, além de El Salvador e Nicarágua; Maduro promete dar continuidade à Revolução Bolivariana, mas, sem o carisma de Chávez, terá que construir sua própria liderança; Capriles, no entanto, não reconhecerá o resultado 
Brasil 247 
Hugo Chávez acaba de vencer sua última eleição. Com os resultados oficiais divulgados na Venezuela, Nicolás Maduro, seu herdeiro político, é o novo presidente do país que possui as maiores reservas de petróleo do mundo e, portanto, ocupa papel central na geopolítica global – e não apenas da América Latina. Maduro, segundo o primeiro boletim oficial, foi eleito com 50,66% dos votos, contra 49% do opositor Henrique Capriles e agradeceu a Chávez pela vitória. “Vou me entregar a Cristo redentor para ser presidente de todos e todas, e continuarei enfrentando os que odeiam para que deixem de odiar”, acrescentou. Ele ressaltou que está preparado para o que vier ao argumentar que “não é uma eleição pessoal”, mas de Chávez.” Matéria Completa, ::AQUI:: 
2 horas atrás

“Discurso e argumentação no Blog ‘Fatos e Dados’ da Petrobras” com frete reduzido

DE OLHO NO DISCURSO por Daniel Dantas Lemos
 
Você já tinha ouvido falar em “registro módico” de envio de impresso?
Eu não tinha ouvido falar.
Ela é uma forma mais barata de envio de produtos como livro.
Desse modo, redefini, para baixo, o valor do frete.  Estabeleci em R$ 8,00.

2 horas atrás

Instantes – Nadine Stair

MINHAS POESIAS por Poesias Preferidas
 

father-child-hands

Se eu pudesse viver minha vida novamente.
A próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito: me relaxaria mais.
Seria mais tolo do que tenho sido e de saída levaria a sério
muito poucas coisas.
Seria menos higiênico.
Correria mais riscos, faria mais viagens, contemplaria mais amanheceres,
subiria em mais montanhas, nadaria em mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca estive, comeria mais doces e menos
verduras, teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e prolificamente cada
minuto de sua vida – e é claro que tive momentos de alegria.
Mas, se eu pudesse voltar atrás, trataria de ter somente bons
momentos.
Pois, se não sabes, é disso que a vida é feita,
e não perca nunca o aqui e o agora.
Eu era um desses que não iam a nenhuma parte sem um termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas.
Se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria por andar descalço
desde o início da primavera e seguiria assim até terminar
o outono.
Daria mais voltas pelas pequenas ruas, contemplaria mais amanheceres
e brincaria com mais crianças, se eu tivesse outra vez minha vida
pela frente.

Nadine Stair

(Poema atribuído erroneamente a Jorge Luís Borges na internet)

 

2 horas atrás

Atriz transexual de “Salve Jorge” tem medo de exposição

MUNDO ALTERNATIVO por mark vynny
 

Maria Clara Spinelli 02Maria Clara Spinelli, que vive a transexual traficada Anita em Salve Jorge, contou à coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, que já passou por uma operação para mudar de sexo na vida real e hoje é uma mulher. A atriz disse que está com medo da exposição e passou o último final de semana em casa para não ter que chegar em um lugar e ver todo mundo olhando.

Maria Clara afirmou que está com medo da reação das pessoas e não sabe lidar com a fama. Ela ainda trabalha em uma repartição pública, evita falar sobre namoros e contou que a cirurgia para mudar de sexo foi algo “muito difícil e doloroso” em sua vida. A nova estrela disse também que admira muito a coragem de Thammy Miranda, sua colega de elenco em Salve Jorge, de “assumir o que é”.

fonte: Terra

3 horas atrás

Estudante é morto em perseguição; policiais são afastados

DE OLHO NO DISCURSO por Daniel Dantas Lemos
 

História de detalhes absurdos e confusos.

No Blog do Carlos Santos

Do G1 RN e Blog O Câmera 

Foto de Blog mostra universitário ao chão, baleado, ao lado do carro 

O comando da PM do Rio Grande do Norte determinou instauração de Inquérito Policial Militar e afastou, nesta segunda-feira (15), seis policiais envolvidos na morte do universitário cearense José Fernandes Castelo, de 19 anos, que levou um tiro nas costas durante uma perseguição ocorrida na noite do último sábado (13), em Mossoró. 

Os nomes dos PMs afastados e investigados não foram divulgados. 

Segundo informações da própria PM, o jovem conduzia um Honda Civic quando furou uma barreira policial, tendo sido perseguido por mais de oito quilômetros sem atender as ordens para parar o carro. 

“Na fuga, ele atropelou três pessoas, deixando duas delas, uma idosa e um motociclista, em estado grave no hospital”, afirmou o capitão Rabelo, do 12º BPM. 

Perícia preliminar realizada pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) aponta que sete tiros atingiram os pneus e a traseira do carro. Um deles perfurou a lanterna traseira direita, atravessou o banco do motorista e atingiu as costas do rapaz. 

Castelo ainda foi socorrido ao Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), mas não resistiu ao ferimento. 

Outra versão 

Segundo o “Blog o Câmera”, especializado na abordagem de notícias do universo criminal de Mossoró e região, a vítima de disparo policial “foi atingido nas proximidades do Lions Club e encaminhado sem gravidade para o HRTM”. 

E atesta ainda na mesma postagem: “O veículo foi removido para o pátio do 2º DPRE. De acordo com o Capitão Maximiliano, o condutor após ser preso, negou fazer o teste do etilômetro. O mesmo deverá comparecer ao Distrito Policial após receber alta.” 

Nota do Blog – Que caso triste e confuso temos diante de nós. Emitir juízo de valor, sem conheceder detalhes do caso, é precipitado e leviano. Mas muitos esclarecimentos precisarão ser feitos, sim. 

O universitário assumiu o risco quando desobedeceu o comando policial, dirigiu com imprudência e causou vítimas num semáforo no bairro Santo Antônio. 

Obrigou a polícia a persegui-lo, sob a crença – acredito – de que se tratava de um marginal portando armas, drogas, produto de roubo ou sequestrando alguém etc. 

O final não poderia ser pior, contribuindo mais ainda para essa situação: temos um cadáver, versões desencontradas e pessoas hospitalizadas que correm perigo de morte. 

P.S – Veja o detalhe da foto publicada pelo Blog O Câmera que o uninversitário está no chão, provavelmente morto, mas é noticiado na mesma página que ele “após ser preso, negou fazer o teste do etilômetro.” 

3 horas atrás

Raimundo Pereira: José Dirceu é inocente

SUJO por Esquerdopata
 
 Brasil 247 

Em entrevista a Renato Dias, o jornalista Raimundo Rodrigues Pereira, criador do Movimento e hoje dono da revista Retrato do Brasil, explica por que, na sua visão, o ex-ministro da Casa Civil está sendo injustiçado; segundo ele, houve uma interpretação oportunista da teoria de Domínio do Fato pelo STF; “Do que ele é acusado na AP 470, de comandar uma quadrilha que desviou dinheiro público para comprar deputados, eu não tenho dúvidas de que ele é inocente“; Raimundo Pereira diz ainda que não houve pagamento mensal a deputados da base aliada, garante a inexistência de dinheiro público nas movimentações e confirma Caixa 2.

Por Renato Dias, do Diário da Manhã 
Não há, nos autos da AP 470, provas da existência de pagamento mensal a deputados federais da base aliada ao Palácio do Planalto. É o que afirma, com exclusividade ao Diário da Manhã, o jornalista Raimundo Rodrigues Pereira, autor de A Outra Tese do Mensalão (2012), Editora Manifesto. 
Aos 72 anos, com 48 de profissão, Raimundo Rodrigues Pereira construiu sólida reputação no jornalismo. É fundador de “Opinião” (1972-1977) e de “Movimento” (1975-1981), semanários de resistência à ditadura civil e militar (1964-1985). Um virginiano que diz não se importar em ser chamado de marxista. 
Nos anos de chumbo, uma reportagem de sua autoria denunciou as graves violações dos direitos humanos que encharcavam de sangue os porões do regime civil e militar. Em “Veja”, no ano de 1969, revelou as torturas a presos políticos. Com Mino Carta, então editor-chefe da revista da Abril. 
Mensalão 
Segundo ele, um estudo feito com as datas de entrada de dinheiro do valerioduto nas contas de parlamentares ou de seus prepostos mostra não haver qualquer relação com as votações das emendas cujos resultados teriam sido comprados. “O que houve foi acerto financeiro para pagamento de campanhas eleitorais”, frisa. 
“Duda Mendonça que, todo mundo sabe, recebeu mais de 10 milhões de reais pelas campanhas que fez para o PT. Roberto Jefferson, o autor da denúncia do mensalão, diz que recebeu do valerioduto 4 milhões para pagar despesas de campanha exatamente graças ao acordo que fez com o PT”, analisa. 
Ele garante que não ocorreu desvio de recursos públicos do Banco do Brasil, como apontou o STF. “Não houve o crime básico que ela supõe, o desvio de dinheiro do BB, repassado para gastos do banco, seja de que forma, pelo Fundo de Incentivos Visanet, para a publicidade da venda de cartões de bandeira Visa”. 
Raimundão, como é chamado, conta que houve uma interpretação oportunista da teoria de Domínio do Fato. “Mas, volto ao ponto: o problema da AP 470 não é este. Não se está, por exemplo, acusando José Dirceu de saber que o PT repassava dinheiro para Duda Mendonça, para o PL de Costa Neto, para o PTB de Jefferson”. 
O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu é inocente, dispara o editor de Retrato do Brasil, revista nacional de circulação mensal. “Do que ele é acusado na AP 470, de comandar uma quadrilha que desviou dinheiro público para comprar deputados, eu não tenho dúvidas de que ele é inocente”. 
Leia a íntegra da entrevista: 
Diário da Manhã – O mensalão, pagamento regular, mensal, de mesada aos deputados federais da base aliada existiu? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Nos autos da AP 470 não há qualquer prova disso. Ao contrário, na defesa do deputado José Genoíno existe uma ampla lista de depoimentos em contrário e um estudo feito com as datas de entrada de dinheiro do valerioduto nas contas de parlamentares ou de seus prepostos mostra não haver qualquer relação com as votações das emendas cujos resultados teriam sido comprados. 
Houve dinheiro público nas movimentações financeiras? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Há, como dizemos na revista especial sobre o mensalão e nas duas grandes matérias que fizemos sobre as auditorias feitas no Banco do Brasil, provas de que o dinheiro da Visanet para ações de publicidade feitas pela empresa DNA a pedido do BB não era contabilizado de acordo com as regras do banco para a sua própria publicidade. Mas, como explicamos, isso decorria de decisão de 2001, que não tem nada a ver com o mensalão, mas se referia às conveniências da CBMP – Companhia Brasileira de Meios de Pagamento -, o nome real da Visanet, que agregava num só propósito, o de vender cartões de bandeira Visa, concorrentes poderosos – como Bradesco e BB – que tinham interesses conflitantes. Por esse motivo, por decisão do BB e da CMPB em 2001, no governo FHC, portanto – não havia contrato assinado entre CBMP, BB e DNA. De outra parte, como mostramos, nas milhares de páginas das auditorias do BB que estão nos autos da AP 470 existe uma multidão de indícios de que os serviços de publicidade da DNA, para o BB, com o dinheiro da Visanet foram realizados. Você acha, nos autos, por exemplo, dezenas e dezenas de páginas de empresas que contabilizam a quantidade de vezes que um anúncio para a venda de cartões de bandeira Visa pelo BB foi veiculado nestas tevês de aeroportos ou foi mostrado nesta ou naquela cobertura de ponto de ônibus, nesta ou naquela rua, desta ou daquela cidade. 
Não se trata de pagamento de despesas e acertos de campanhas? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Há inúmeras provas nos autos de que foi isso que aconteceu. O maior dos recebedores de dinheiro do valerioduto, por exemplo, foi o Duda Mendonça que, todo mundo sabe, recebeu mais de 10 milhões de reais pelas campanhas que fez para o PT. O Roberto Jefferson, o autor da denuncia do mensalão, diz que recebeu do valerioduto 4 milhões de reais para pagar despesas de campanha exatamente graças ao acordo que fez com o PT. O então vice-presidente da República, José de Alencar, disse em depoimento que negociou com o PT o pagamento de dinheiro para seu partido, PL , e nos autos estão as declarações de Valdemar Costa Neto, desse partido, de que recebeu o dinheiro em função desse acordo. 
Qual é a prova do erro do STF apontada por Retrato do Brasil? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Nós mostramos uma lista da CMPB (Visanet) feita para ser entregue à Receita Federal, por seus advogados, mostrando que todos os serviços da DNA ao BB com os 73,8 milhões supostamente desviados do banco tinham sido realizados e que a companhia tinha os recibos e provas materiais de que os serviços tinham sido feitos. Como o desvio deste dinheiro era a prova básica da existência do mensalão, o pilar da tese do mensalão é falso. A acusação, a Procuradoria Geral da República, e o relator da AP 470, tentaram mostrar que não existiam os empréstimos tomados dos bancos Rural e BMG e repassados ao PT por uma das agências com vínculos a Marcos Valério, a SMP&B. Para a PGR e o relator os empréstimos eram falsos, tinham sido inventados para disfarçar sua origem, de dinheiro desviado do BB. Esse era o “grande crime da história da República”. Uma quadrilha chefiada por José Dirceu, graças a seu grande poder, tinha desviado dinheiro público para comprar votos. Mas o desvio não existe. Há provas amplas de que ele não existe. 
O dinheiro da Visanet não é público? 
Raimundo Rodrigues Pereira – O dinheiro da Visanet nem passava pelas contas do BB. Mas o problema não é esse. O problema da AP 470 é que não houve o crime básico que ela supõe, o desvio de dinheiro do BB, repassado para gastos do banco, seja de que forma, pelo Fundo de Incentivos Visanet, para a publicidade da venda de cartões de bandeira Visa. 
Os empréstimos bancários ocorreram? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Eles foram todos contabilizados pela SMP&B e pelo Banco Rural. A PF ouviu todos os que receberam o dinheiro, graças a essas listas e aos depoimentos de Marcos Valério e de Delúbio Soares que, são, essencialmente, coincidentes nesse ponto. 
O crime seria, então, qual? Caixa dois? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Do que está nos autos está claro que foi. O problema é que a procuradoria e as forças políticas dominantes no Congresso naquela época da criação do mensalão, como dizemos, se voltaram para atacar uma ala do PT e enfraquecer o governo Lula. 
Qual a sua crítica sobre a utilização da teoria de Domínio do fato no episódio? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Acho que foi uma utilização oportunista. É óbvio que quem é chefe de uma organização com grandes poderes tem sempre alguma responsabilidade com os malfeitos dessa organização. Mas, volto ao ponto: o problema da AP 470 não é este. Não se está, por exemplo, acusando José Dirceu de saber que o PT repassava dinheiro para Duda Mendonça, para o PL de Costa Neto, para o PTB de Jefferson. Qualquer criança após um mínimo de informações, deduziria que Dirceu deveria ser responsabilizado de alguma forma pelo caixa dois do PT. Mas não é disso que se trata. 
José Dirceu não tinha ascendência sobre José Genoíno, Delúbio Soares e Marcos Valério? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Conheço razoavelmente o PT. E o seu grande defeito é ser um partido de facções. Do que sei e de depoimentos indiretos que colhi, junto ao próprio presidente Lula, na época, Delúbio Soares – pessoa pela qual, aliás, tenho grande respeito, tendo em vista sua militância, sua coragem e firmeza demonstrada nessa história – era mais ligado ao presidente do que ao seu chefe da Casa Civil. 
O mensalão teria sido um “julgamento de exceção”? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Meu qualificativo é outro. Foi um julgamento medieval. Naqueles tempos não se precisava, primeiro, provar o crime, e só depois ir em busca dos possíveis culpados. Se pegava a bruxa e se torturava, para que ela confessasse os crimes que teria cometido. Se ela não confessasse nenhum crime depois de torturada, como disse num de seus livros o irônico cientista Carl Sagan, aí sim é que estavam provadas suas infames práticas, pois só quem tivesse um pacto com demônio teria aquele tipo de resistência. A procuradoria e o ministro Barbosa esqueceram o princípio básico que separou a justiça medieval da Justiça surgida do Iluminismo: provar a materialidade do crime em primeiro lugar. No caso, provar o desvio de dinheiro do BB. 
À sentença cabem recurso e embargos declaratórios? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Não sou jurista para responder sobre aspectos formais dos recursos. Mas, acho que algum tipo de revisão dessa sentença tem de ser possível. 
Condenado, José Dirceu tem mais onde recorrer? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Acredito que sim. 
É possível acionar a Corte Interamericana de Direitos Humanos? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Há muita gente dizendo que sim. 
Não seria necessário um duplo grau de jurisdição para José Dirceu? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Foi o que defenderam vários advogados no julgamento, como o ex-ministro Marcio Thomaz Bastos. Foi essa também a opinião do ministro revisor e do ministro Marco Aurélio. 
Qual o comportamento da mídia na cobertura do caso? 
Raimundo Rodrigues Pereira – O dos grandes jornais e revistas conservadores foi muito ruim. Como disse um de seus destacados colunistas no início de 2012: o Supremo deveria julgar a AP 470 “com a faca no pescoço”. A faca era e foi essa mídia. 
José Dirceu é inocente? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Do que ele é acusado na AP 470, de comandar uma quadrilha que desviou dinheiro público para comprar deputados, eu não tenho dúvidas de que ele é inocente. 
Qual a sua análise sobre a abertura de investigação da suposta participação de Lula? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Na edição com que celebrou a condenação de José Dirceu como chefe de quadrilha, no final do ano passado, a revista Veja como que cobrou da oposição que ela agora deveria ir atrás de Lula, coisa que não teria feito em 2005 por covardia. 
Em resumo, o que traz de revelação a edição especial de Retrato do Brasil, de abril, sobre o escândalo? 
Raimundo Rodrigues Pereira – Nós trabalhamos muito na investigação do mensalão, a Lia Imanishi que começou a investigação, no segundo semestre de 2011, dirigida por nosso editor, Armando Sartori, e depois eu pessoalmente, também, já no segundo semestre de 2012, também como repórter. Como se diz, nós ralamos muito até descobrir o que era mesmo a história que estávamos investigando. A chave foi a localização do Sávio Lobato, advogado de Henrique Pizzolato, em Brasília. Pizzolato era o elo fraco da corrente de defesa dos petistas. Ele tinha sido abandonado por grande parte dos companheiros. Quando ouvimos pacientemente o Sávio e depois o Pizzolato, por muitas e muitas horas, quando descobrimos, inclusive, o trabalho da companheira de Pizzolato, Andrea, que conhece os autos mais do que ninguém, descobrimos a falsidade da acusação do desvio de dinheiro público. 

3 horas atrás

Reino Unido: Gibraltar aprova adoção por casais homossexuais

MUNDO ALTERNATIVO por mark vynny
 

União homo ainda não existe por lá e homossexualidade só foi legalizada há 20 anos

Território britânico que fica no extremo sul da península ibérica, Gibraltar legalizará a adoção por casais homossexuais em breve.

A Suprema Corte local decidiu, na terça-feira, 10, que a proibição de casais homos adotarem crianças feria a constituição. O governo, então, se manifestou dizendo que vai preparar um projeto de lei para corrigir o que foi citado.

Vale lembrar que o casamento gay ainda não existe em Gibraltar, nem sequer a parceria civil. A homossexualidade foi legalizada lá apenas em 1993! Mas parece que agora as coisas estão andando mais rapidamente.

fonte: ParouTudo

3 horas atrás

A contribuição de Karl Polanyi

DIÁRIO GAUCHE por Cristóvão Feil
 
 
O cartaz da FEE não informa, mas o local é em Porto Alegre (RS).
3 horas atrás

Morro do Alemão vai ganhar 1.900 novas casas

BRASIL , BRASIL por Nogueira Junior
 
 
Nielmar de Oliveira, Agência Brasil 
“A partir do segundo semestre, terá início a construção de 900 casas na comunidade do Morro do Alemão, pacificada no ano passado. No total, 1.900 moradias serão construídas, pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, até 2014. Os imóveis serão entregues a famílias removidas de áreas de risco ou de prédios invadidos e que recebem aluguel social pago pelo governo estadual. 
Segundo o governo do estado, as moradias ficarão localizadas em terrenos ao longo da Avenida Itaoca e no local da antiga fábrica da Skol. Os galpões foram demolidos e o terreno está limpo para o início da construção. No local, onde ficava a fábrica, serão construídas 400 unidades. 
No Complexo do Alemão, foram entregues anteriormente 1.502 moradias para famílias que moravam em áreas de risco ou que deixaram as casas por causa de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), sendo 582 construídas no âmbito do Minha Casa, Minha Vida. No total, 3.031 famílias foram realocadas na região.” 
3 horas atrás

Maduro eleito com 50,6%. Chávez é vitorioso

SARAIVA por noreply@blogger.com (SARAIVA13)
 
 Eleição de Nicolás Maduro projeta a continuidade de regimes de esquerda na América Latina; nos últimos anos, com a riqueza gerada pelo petróleo, o regime de Caracas reduziu a desigualdade social e apoiou vários países da região, como a Bolívia, o Equador, a Argentina e, sobretudo, Cuba, além de El Salvador e Nicarágua; Maduro promete dar continuidade à Revolução Bolivariana, mas, sem o carisma de Chávez, terá que construir sua própria liderança. Brasil 247 – Hugo Chávez acaba de vencer sua última eleição. Com os resultados oficiais divulgados na Venezuela, Nicolás Maduro, seu herdeiro político, é o novo presidente do país que possui as maiores reservas de petróleo do mundo e, portanto, ocupa papel central na geopolítica global – e não apenas da América Latina. Maduro, segundo o primeiro boletim oficial, foi eleito com 50,66% dos votos, contra 48,3% do opositor Henrique Capriles e agradeceu a Chávez pela vitória. “Vou me entregar a Cristo redentor para ser presidente de todos e todas, e continuarei enfrentando os que odeiam para que deixem de odiar”, acrescentou. Ele ressaltou que está preparado para o que vier ao argumentar que “não é uma eleição pessoal”, mas de Chávez. A vitória de Maduro é também decisiva para vários países da América Latina. Com recursos gerados pelo petróleo, a Venezuela não apenas combateu desigualdades internas (foi a país que mais reduziu o Índice de Gini na última década), como também apoiou regimes de esquerda em praticamente toda a América Latina. Chávez deu apoio decisivo à Argentina quando o país rompeu com o Fundo Monetário Internacional e também ajudou a eleger e a sustentar regimes como o de Evo Morales, na Bolívia, Rafael Correa, no Equador e, sobretudo, de Raúl Castro, em Cuba, com a venda de petróleo subsidiado. Maduro, que foi chanceler de Chávez, deve manter a mesma política. Seu desafio será construir uma liderança própria, sem contar com o mesmo carisma do antecessor. Fiel a Chávez,  Maduro promete manter e aprofundar a chamada Revolução Bolivariana. Na última sexta-feira, ele publicou artigo no jornal inglês The Guardian a respeito. Leia, abaixo, reportagem do Opera Mundi sobre este artigo, em que ele explicita seus objetivos políticos: O presidente interino da Venezuela e candidato à Presidência, Nicolás Maduro, publicou nesta sexta-feira (12/04) um artigo em inglês no jornal britânico The Guardian no qual garante que irá dar continuidade ao processo revolucionário levado a cabo por Hugo No texto, intitulado “Sob minha Presidência, revolução de Chávez irá continuar”, Maduro diz que “legado de Chávez é tão profundo que os líderes da oposição (…) agora defendem suas conquistas”. No entanto, pontua, os venezuelanos “se lembram que muitas dessas mesmas figuras apoiaram o fracassado golpe de Estado contra Chávez em 2002 e tentaram reverter políticas que reduziram dramaticamente a pobreza e a desigualdade”. “O mito difundido pela mídia de que nosso projeto político iria desmoronar sem Chávez foi uma má interpretação fundamental da revolução venezuelana. Chávez deixou uma sólida construção, com fundações amplas, com um movimento unido que apoia o processo de transformação”, afirma Maduro. “Perdemos nosso extraordinário líder, mas nosso projeto – construído coletivamente por trabalhadores, fazendeiros, mulheres, indígenas, afro-descendentes e a juventudo – está mais vivo do que nunca”, pontua o presidente interino. No plano internacional, continua o texto, a Venezuela irá continuar a “trabalhar” com seus vizinhos, para “aprofundar a integração regional e combater a pobreza e a injustiça social. É uma visão hoje compartilhada pela região, por isso minha candidatura recebeu apoio tão contundente de figuras como o ex-presidente brasileiro Lula da Silva e de tantos movimentos sociais latino-americanos”. Maduro escreveu que a América Latina está vivendo “uma segunda independência” política e social. “Sob a minha presidência, a Venezuela vai continuar a apoiar esta transformação regional e construir uma nova forma de socialismo para os nossos tempos”, diz o presidente interino. 
Share/Bookmark às 00:581 comentários Links para esta postagem Marcadores: Brasil 247Hugo ChávezNicolás MaduroSocialismoVenezuela   Do Blog O Esquerdopata
4 horas atrás

La Revolución Bolivariana continua

SARAIVA por noreply@blogger.com (SARAIVA13)
 
https://i1.wp.com/www.abc.net.au/news/image/4563658-3x2-940x627.jpg 
Nicolás Maduro – PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela) – 7.505.338 de votos – 50,66%

Capriles Radonski – MUD (Mesa de Unidade Democrática) – 7.270.403 de votos – 49,07%
  

Postado por zcarlos ferreiraàs 01:08Nenhum comentário:  Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no Orkut Marcadores: EleiçõesVenezuela   Do Blog COM TEXTO LIVRE

4 horas atrás

Governo vai aplicar R$ 2,2 bilhões por ano em aeroportos regionais

SINTONIA FINA por Rilton Nunes
 
 

O governo do PT investe como nunca na infraestrutura brasileira, mas os economistas e a indústria só sabem reclamar. Senhores, não somos idiotas!

 

 

O governo federal vai aplicar R$ 2,2 bilhões por ano, a partir do ano que vem, na construção, reforma e ampliação de 270 aeroportos regionais, afirmou o presidente da Infraero, Gustavo do Vale. O dinheiro virá da operação dos três grandes terminais privados do País – Guarulhos (SP), Viracopos-Campinas (SP) e Brasília (DF) -, onde a Infraero conta com 49% de participação. Em 2013, o governo estima em R$ 1,1 bilhão os investimentos, a partir de agosto.


Com menos aeroportos rentáveis na carteira da Infraero, o governo Dilma Rousseff montou uma triangulação para que os dividendos gerados pela operação desses terminais privados voltem à estatal, e, assim, sejam aplicados nos pequenos aeroportos regionais. As concessionárias vão pagar os dividendos ao Fundo Nacional da Aviação Civil (Fnac), e esses recursos serão operados pela Infraero na “modernização” dos terminais. 
“Nós perdemos nossa capacidade de investimento, e vamos perder ainda mais quando Galeão e Confins forem concedidos. Mas estruturamos a Infraero justamente para suportarmos a perda de receita. Nossos investimentos serão feitos com dinheiro do fundo”, afirmou Vale.  
Quando ele assumiu a estatal, no início de 2011, a Infraero detinha o controle de 95% dos aeroportos brasileiros, em termos de receita operacional. Após a privatização de Confins (MG) e Galeão (RJ), prevista para o fim deste ano, a Infraero terá menos de 51% da malha. 
 
“A Infraero realmente diminuiu, mas, até por isso, vamos ter uma operação mais direcionada, mais eficiente”, afirmou o presidente da estatal. 

O governo deve autorizar que, a partir de 2014, parte das receitas de Galeão e Confins seja também transferida ao Fnac, mesmo antes da geração de dividendos, de forma a permitir que a Infraero mantenha os investimentos nos terminais menores. A aposta em Brasília é que os leilões, que devem ocorrer em setembro, atraiam diversos operadores internacionais, aumentando o preço pela concessão desses terminais. 
Concorrente 
“São aeroportos com uma perspectiva de crescimento muito grande. O Galeão é um dos melhores sítios aeroportuários do mundo, porque não tem problema de ruído, pode funcionar 24 horas, e tem espaço de sobra para aumentar terminais de cargas, e criar uma terceira pista para pouso e decolagem. Ele será o grande concorrente de Guarulhos no futuro”, disse.  
Com as novas concessões, a conta de R$ 2,2 bilhões anuais de repasse das concessionárias ao Fnac vai aumentar, e, assim, honrar a promessa do governo com o pacote de modernização dos aeroportos regionais. Ao todo, o governo prevê gastar R$ 7,4 bilhões nos 270 terminais.
  
“Não basta fazer estrutura aeroportuária, o governo tem que incentivar as companhias aéreas a operarem as rotas entre pequenos aeroportos. Por isso, o nosso pacote vai incluir subsídios às empresas, por meio do pagamento de uma porcentagem dos bilhetes aéreos, e também aos passageiros, ao desonerar a taxa de embarque”, disse o presidente da Infraero. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
 
SINTONIA FINA – @riltonsp – com Aposentado Invocado