Coreia do Norte inicia produção de Marcos Felicianos em massa

03/04/2013 17:55 | Categoria: Internacional

Compartilhar:
Imprimir:

Coreia do Norte inicia produção de Marcos Felicianos em massa

“A Coreia do Norte está dominada pela ditadura pacifista”, declararam os novos Felicianos

PYONGYANG – Pressionado por representantes dos direitos humanos a abandonar a energia nuclear, o líder Kim Jong-un anunciou que tomará uma medida drástica, malvada e muito pior do que o enriquecimento de urânio. “Chega de palhaçada, né! Iniciamos ontem a produção, em massa, de Marcos Felicianos. Alguns, inclusive, já foram introduzidos na Coreia do Sul, né!”, ameaçou o grande líder.

Em poucos minutos, uma Assembleia de Emergência foi convocada na ONU, na Liga da Justiça e no Olimpo. “Precisamos atuar em conjunto, de mãos dadas, para deter essa iniciativa de Satanás em todas as camadas do Planeta onde a vida pode prosperar”, anunciou Jesus, abraçado a Ban ki-moon e Luciano Huck.

No final da tarde, Barack Obama fez um pronunciamento dramático em rede mundial de televisão ao lado de Renan Calheiros. “Pedimos penico. Revelaremos a composição da bomba atômica na Wikipedia. Colocaremos os ingredientes de todas as nossas armas químicas em rótulos de Ades. Mas, por favor, interrompam a produção de Marcos Felicianos!”, implorou. Calheiros disse que o PMDB está disposto a ser o fiador da paz mundial em troca de dois ministérios nos EUA, cinco estatais na França e o controle acionário de meia dúzia de empresas na Alemanha. “Além, é claro, da indicação de José Sarney ao prêmio Nobel de Literatura”, arrematou.

Irado com as ameaças, o líder da Coreia do Norte subiu o tom. “Se ficarem de mimimi, né, reproduziremos Joelmas, Marcos Felicianos e Bolsonaros em cativeiro”, ameaçou, esfregando as mãozinhas.

 

Leia também

Ahmadinejad saúda Congresso por eleição de Feliciano

Deus pune Vaticano e novo Papa terá que pregar com Praça de São Pedro vazia

Lula vai a Cuba para tratar memória

Obama transfere Miami para a Barra da Tijuca

Partido Comunista Cubano troca luta de classes por diretoria da Petrobras

Anúncios