Às vezes pergunto pra cara do espelho
Que olhos são esses
Que sonhos não mostram
Que medos disfarçam
Que dores escondem
Nenhuma resposta
Só novas perguntas

Que um dia eu me veja
Em la cara de espejo do jeito que eu sou
Não da forma que penso que quero que se há
E nunca me esconda de
Mim a procurar o mais que perfecto

Quisera quisera
Quisera quisera
Quisera saber
Se deuses e santos
São loucos que pensam
Ser deuses e santos
E olhos no espejo refletem su luz
Que um dia eu me veja
Na cara do espelho, coberta de trapos
De medo de cores, de falsos amores,
Morrendo e nascendo
No mais que presente
Vivendo, vivendo
Vivendo, vivendo
Vivendo, vivendo
Vivendo, vivendo

Nana Caymmi

 
Anúncios